TP ROAD RACE ETAPA 3

PartidaChegadaTipoDistânciaAcumuladoAbastecimento
Manteigas Lousã Mountanha 139km 3.261m Vide

 

Chegar à Torre é literalmente o ponto alto desta etapa 3. O ponto mais alto do nosso Portugal Continental.

Assim que o percurso sai do Hotel Vila Galé Manteigas, começa desde logo a subida do dia... uma subida mítica com cerca de 20km de extensão com algumas passagens bens inclinadas e com vistas abertas e deslumbrantes sobre o Vale Glaciar. Esta montanha merece por si só, uma menção especial dada a beleza do cenário que nos oferece, o isolamento. Ao mesmo tempo que nos deixa apreciar o enorme maciço central da cadeia montanhosa para todos os lados que se lance o olhar.

Após “conquistares” a Torre, prepara-te para uma descida de cerca de 30 km. Um percurso sinuoso e até aventureiro, que desce a montanha e atravessa florestas encantadas proporcionando locais onde se avista bem lá no fundo do vale, as aldeias e vilas. Este é talvez um dos troços mais traiçoeiros da Transportugal ROADS uma vez que ao oferecer este cenário que não se quer esquecer, pode fazer-nos esquecer que uma grande dose de atenção e concentração é extremamente necessária.

No final desta fantástica descida, o percurso leva-nos à pitoresca e isolada aldeia de Vide, onde encontrarás “zona de reabastecimento 6D”

onde os atletas poderão recolher as barras de oferta, bem como os seus bidons previamente preparados. 50km feitos até aqui, faltam 83 km para o final da etapa...

Quem sabe poderás parar um minuto para contemplar a romântica ponte que ainda hoje atravessa o rio Alvoco.

Vide encontra-se no vale, e só se pode sair a subir... assim, o percurso leva-nos por mais uma subida bem longa, com cerca de 18km com zonas bem inclinadas. Ainda e sempre, o ambiente à volta é deslumbrante, pingado com aldeias de aspecto invulgar, nascentes e pastagens, até que cruzamos a Aldeia Histórica do Piódão. Uma das características distintiva desta aldeia de montanha, é o xisto, uma pedra desta região usada para construir casas e cobrir os pavimentos das ruas estreitas.

Chegados aqui, o percurso já deixou para trás a Serra da Estrela e já nos guia bem dentro de outra serra, a Serra do Açor, onde ainda sobe um pouco mais.

Passando o cruzamento para a pequena aldeia de Tojo, encontramo-nos numa cumeada e seguimos a estreita estrada de montanha relativamente plana, como numa varanda num prédio alto, com vista desimpedida por muitos quil´metros Em breve tomamos uma descida leve, mas longa, que nos guia até ao rio Ceira, na aldeia de Colmeal.

A pequena estrada que o percurso nos leva a apanhar, é pura e simplesmente fantástica sempre a acompanhar o rio. Chegados a Góis estamos muito perto do hotel que nos espera na vila da Lousã logo após uma última pequena subida.


HOTEL: Palácio da Lousã Boutique Hotel  



Imprimir